Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Julie e os Fantasmas

Talvez você nunca tenha ouvido falar dessa série, mas ela é febre entre a meninada!! Julie e os Fantasmas é uma série brasileirissima: uma produção da Rede Bandeirantes em parceria com a Mixer Produtora e com a co-produção da Nickelodeon Brasil.

A protagonista (Mariana Lessa) é uma tipica adolescente insegura que sonha em ser cantora, mas não tem coragem de se apresentar em público. É apaixonada por um garoto de sua escola, mas não tem coragem de se declarar. Clichê? Talvez, mas no caso da série tudo fica bem divertido porque é ai que entram os Fantasmas!!

Daniel (Bruno Sigrist), Felix (Fabio Rabello) e Martim (Marcelo Ferrari) são ex-integrantes de uma esquecida banda dos anos 80, e depois do misterioso acidente que os matou, ficaram presos em um velho disco achado por Julie.

Os fantasmas querem ser vistos. Julie quer ser ouvida. E este é o começo de uma banda muito especial: Julie e os Fantasmas. Juntos, eles vão gravar suas músicas e colocar seus clipes na internet.

E, entre uma música e outra, a banda vai ajudar – e às vezes atrapalhar – Julie a lidar com os diversos fantasmas da adolescência: o primeiro namorado, o medo de não ser aceita pelo grupo, a incerteza em relação ao futuro.
Julie e os Fantasmas vai juntar humor, fantasia, suspense e até romance, em uma série musical para toda a família.

Com um quê de Hanna Montana e um jeitinho brasileiro, a série já está ganhando prêmios e promete ser um sucesso!!

Gostou?? Então curta a série que é exibida toda segunda às 20h25, após o Jornal da Band. Com reapresentação na terça às 8h45 e 15h40.

sábado, 7 de abril de 2012

Two and a half men

Eu fiquei em dúvida sobre falar ou não de Two and a half men, uma vez que para mim, a série acabou.

Eu amava a série, e quando soube que o Charlie tinha sido demitido, fiquei passada, mas achei que eles poderiam salva-la.

O que é Walden Schmidt??

Bom, como eu não sei a resposta (e acho que nunca vou descobrir, porque depois de meses desligada da série, resolvi assistir um episodio e foi muito apelativo) resolvi dizer o que eu acho que deveriam fazer com a série (me contrata CBS):

Morte de Charlie e nova vida a série

Nos episódios anteriores: Charlie se casa com a vizinha Rose e viajam para Paris.

9ª temporada: Começa com o funeral de Charlie, Rose conta como ele morreu: um dia após ela ter flagrado Charlie no chuveiro com outra mulher, os dois esperavam um metrô em Paris quando Charlie escorregou e caiu nos trilhos e sendo atropelado por uma das composições (não vamos mudar isso porque Charlie Sheen confessou que gostou "Fico orgulhoso ao pensar que precisaram de algo tão grande como um trem em alta velocidade para me tirar de cena. Menos que isso seria um insulto!").

Podemos manter também a cena bizarra das ex de Charlie falando o que ele havia lhes dado: dsts.

Quando Allan vai fazer o discurso final, a porta da igreja se abre e Ashton Kutcher aparece:

- É aqui o enterro de Charles Francis Harper?
Confuso Allan responde:
- Sim.
E Ashton Kutcher corre para o caixão, o abraça e diz:
- Pai.

Fecha a cena, vamos para os comerciais.

Para mim seria muito mais divertido se o Ashton Kutcher fosse na verdade o filho  de Charlie. E não um filho perdido; no primeiro episodio saberíamos que Charlie sempre manteve contato com ele.

Charles Francis Harper Jr ficaria com a casa, e deixaria seu amado tio Allan morando lá (pois sempre desejou ter uma relação mais próxima com a família do pai, o que fora proibido pela mãe dele).

Ao longo da temporada, alem de ter que cuidar da vida em L.A. e dos negócios do pai (ele é músico como Charlie), Jr teria que resolver seus problemas pessoais (muito tímido, ele tem problema com as mulheres, mas busca ser mais como Charlie e as ex do pai curiosas vão ajuda-lo a resolver isso).

Na metade da temporada uma carta misteriosa chegaria indicando que Charlie poderia ter muitos filhos espalhados. Allan e Berta se lembram que uma vez uma ex namorada apareceu com um menino muito parecido com ele e Jr parte então para uma longa jornada em busca de todas as ex do pai (sabemos que isso daria enredo para muitas outras temporadas) atrás de possíveis irmãos.

Claro que tudo fica mais divertido com o primo Jake, a (quase uma segunda mãe) Berta e Evlyn (uma avó tão dedicada...) sempre ajudando Jr a ser mais como o pai (ou não) e com Allan pirando que a irmã de Jake (esquecida tadinha) pode ser mesmo sua filha ou que ele também pode ter outros filhos perdidos no mundo.

E ai? Não acham que a minha verão ficaria muito melhor??

quarta-feira, 28 de março de 2012

Comédia MTV ao vivo

Você provavelmente vai estranhar eu escolher o Comédia MTV ao vivo na categoria Séries Nacionais, mas isso é porque não temos ainda uma cultura forte de séries.

O Comédia MTV ao vivo segue os moldes de uma série clássica americana: Saturday Night Live. E podem ficar despreocupados porque eu não vou falar da nova temporada de Casseta e Planeta, simplismente porque não vale a pena (alguns programas deveriam sumir!!).

Marcelo Adnet, Dani Calabresa, Paulinho Serra, Tatá Werneck e Bento Ribeiro brincam com vários outros programas. O melhor foi sem dúvida a sátira Mulheres Falidas. Eu dei muita risada!!

Nada escapa do roteiro, de programas de relacionamentos até a mania de ficar mudando de canal, tudo é abordado de maneira engraçadissima. 

Claro que nem tudo é ao vivo. Quadros são intercalados com esquetes gravadas e o resultado é ótimo!

Eu gosto muito do Marcelo Adnet com músicas. Ele sempre arrasa. Isso já era uma das marcas do programa 15 minutos e vem com tudo com as participações dos outros integrantes.

Vou sentir falta do 5º Categoria, assim como sinto do É tudo improviso. Mas sei que o Comédia MTV ao vivo será recompensador!!

Gostou? Então curta o programa todas as Quintas as 22:30hrs.

sexta-feira, 23 de março de 2012

A Educação no Brasil


É dever do Estado oferecer à população educação, mesmo que a educação pública não esteja ainda dentro dos padrões mínimos de qualidade. E é responsabilidade dos governos Federal, Estadual e Municipal proporcionar desde creches à educação profissionalizantes; e a Lei de Diretrizes e Bases de Educação Nacional (LDB) em parceria com tem como objetivo estabelecer regras e normas para o bom funcionamento do sistema educacional.
A primeira etapa da educação, ou educação infantil, é voltada para crianças de zero a cinco anos e tem como finalidade formar os aspectos físico, intelectual, psíquico e social da criança. Ela é fundamental para um bom desenvolvimento escolar, pois trabalhará os primeiros anos de aprendizado e ajudará na socialização e desenvolvimento de habilidades, fatores fundamentais para um melhores resultados na segunda etapa de ensino, o ensino fundamental.
O ensino fundamental passou recentemente por uma mudança, incluindo o ingresso de crianças de seis anos e passando a ter nove anos de duração. A medida que deveria ser adotada até 2010 por todas as escolas tem como objetivo assegurar a todas as crianças um tempo maior de convívio escolar, maiores oportunidades de aprender e, com isso, uma aprendizagem com mais qualidade. É nessa etapa que são apresentadas as noções básicas de cidadania, atitudes e valores. Também começa o ensino de conteúdos específicos.
A última etapa de educação, o ensino médio, apresenta em três anos a consolidação de conhecimentos, o aperfeiçoamento pessoal e o preparo para o ingresso na vida profissional. Algumas instituições oferecem juntamente com o ensino médio, o ensino profissionalizante. Mas, de forma geral, é nesta etapa que o jovem é lapidado para ser capaz de desenvolver uma carreira solida.
O sistema educacional como um todo deve oferecer as ferramentas para um aprendizado de qualidade, abranger os processos formativos e gerar cidadãos conscientes e preparados para um mundo globalizado e um mercado de trabalho cada vez mais competitivo.

quarta-feira, 21 de março de 2012

2 Broke Girls

Quando dois mundos se encontram, sempre geram algo novo. E é essa novidade que da o tom de 2 Broke Girls.

Quando Caroline Channing (Beth Behrs) tem toda sua fortuna congelada e seu pai vai para a cadeia, ela é obrigada a procurar emprego. E é na lanchonete de Han "Bryce" Lee (Matthew Moy) que ela encontra a oportunidade de recomeçar.

A patricinha não faz ideia do que esta fazendo, e não pode contar com a ajuda de Max (Kat Dennings), uma irritada, mas esforçada suburbana.

A vida das duas se unem quando Caroline ve nos Cupcakes de Max a oportunidade de um grande negocio. A partir dai as duas vão aprender juntas como dois mundos podem se unir.



O que eu mais gosto na série é a leveza apresentada em situações cotidianas. Com um sonho em comum, as duas fazem de tudo para guardar dinheiro para abrirem sua loja.

Além do chefe atrapalhado, a lanchonete ainda tem o caixa Earl (Garrett Morris), que sempre tem comentários ótimos, e o cozinheiro Oleg (Jonathan Kite), um tipo machão "eca"!

Max tem uma queda pelo Johnny (Nick Zano), mas ele namora uma menina linda e isso gera muita confusão e risadas.

Mas a primeira temporada ganha muito com a entrada de Sophie (Jennifer Coolidge), dona de uma agencia de limpeza e vizinha das duas.

A CBS já renovou e logo teremos a segunda temporada!!

Se você gosta de séries como Friends e Will and Grace, vai adorar 2 Broke Girls.


Waner, terças 20:30 hrs ou em vários sites na web.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Mudanças são sempre mudanças

É fato que o mundo esta mudando, principalmente o clima. Sempre teremos os que juram que isso não esta relacionado com o aquecimento global, enquanto outros nos colocam como os verdadeiros culpados. 

Sim, nos colocam. Se o mundo esta sofrendo, a culpa também é minha e sua. Mas calma, isso não significa anos de terapia, e sim pequenas mudanças no comportamento.

Apagar a luz quando não estamos no ambiente, fechar a torneira, comprar produtos com embalagens recicláveis... são atitudes simples que podem fazer toda a diferença.

Só que quando essas atitudes são impostas, nunca são bem aceitas (e geram polemica). É o caso das famigeradas Sacolas Plasticas.

Ter ou não ter, eis a questão. A maioria das pessoas já comprou uma (ou mais) sacolas de pano, já usou caixas de papelão e até achou outros meios de carregar as compras (nem que eles sejam dignos do Cirque du Soleil, como malabarismo com latas para levá-las para o carro e outros truques "mágicos").

E quando muitos já estavam prontos, elas retornaram. Sabemos que não será por muito tempo. Ou será, se a população não aceitar a mudança. A pergunta é: não será uma mudança necessária??
Em uma época tão "politicamente correta", ficamos até confusos em como nos comportar. Quando me ofereceram uma sacola no mercado outro dia, fiquei apreensiva: e se tivesse uma câmera escondida e eu fosse parar na TV como "aquela que ainda pega sacolas". 

Claro que eu adoraria ter um milhão de sacolas, afinal elas sempre tem uma utilidade (nem que seja ir para o lixo, porque o plástico esta sujo ou rasgado). Mas me contive e peguei uma (ou duas, não mais que três).

Eu acredito que posso fazer a diferença. Não sozinha, mas com o todo. Ser parte de algo maior. E já me adaptei com a ideia de ter que me acostumar a viver sem tanto plastico me rodeando.

Toda mudança é difícil. Mas se você também sente que pode fazer a diferença, apóie essa idéia! Se não for salvar o planeta, mal também não fará!